QUAIS SÃO AS CAUSAS DO LINFEDEMA

Home   /   Blog

Quais são as causas do linfedema

Quais são as causas do linfedema

Ele pode ser de origem congênita ou adquirida.

 

Falamos que o linfedema tem origem congênita quando ao nascer a criança apresenta alguma alteração no sistema linfático. Essa condição pode levar ou não ao desenvolvimento do linfedema.

 

É considerado adquirido quando a criança nasce normal, ou seja, não apresentando nenhuma alteração que possa levar ao desenvolvimento do linfedema. No entanto, no decorrer dos anos, podem ocorrer alguns fatores que causam “lesão” no sistema linfático, como por exemplo, a filaríose, cirurgias, câncer, etc.

 

Os linfedemas congênitos são classificados quanto a idade de surgimento em:

1 - O linfedema primário congênito, quando a doença se manifesta antes de completar dois anos de idade e pode afetar membros inferiores, membros superiores ou qualquer parte do corpo.
2 - O linfedema primário precoce se manifesta entre dois a 35 anos de idade, podendo afetar membros inferiores, membros superiores ou qualquer parte do corpo.
3 - O linfedema primário tardio manifesta-se após os 35 anos de idade, podendo afetar os membros inferiores, membros superiores ou qualquer parte do corpo.

 

Uma das formas mais citadas na literatura é a hereditária autossômica dominante na qual o indivíduo já nasce com o edema (Doença de Milroy).

 

Nos linfedemas adquiridos os mais comuns são:

1-Filariose que pode afetar qualquer parte do como como membros inferiores, membros superiores, mama, pênis, escroto e tórax.
2 - Pós-cirurgias que afetam o sistema linfático como, por exemplo, o câncer de mama e outros que podem afetar qualquer parte do como como membros inferiores, membros superiores, mama, pênis, escroto e tórax.
3 - Após radioterapia que pode afetar qualquer parte do como como membros inferiores, membros superiores, mama, pênis, escroto e tórax.
4 - Pós-erisipela que pode afetar qualquer parte do como como membros inferiores, membros superiores, mama, pênis, escroto e tórax.
Essas são as causas mais frequentes de linfedema porém há várias causas onde os membros inferiores, membros superiores, mama, tórax, escroto e pênis são as regiões do corpo mais afetada.

 

Função do sistema linfático

As duas principais funções do sistema linfático são:

l- Recolocação das macromoléculas do espaço intersticial para o sistema sanguíneo.
2- Função imunológica

 

Dados epidemiológicos sobre a doença

No Brasil, não há um número exato de pessoas portadoras do linfedema. Porém, no mundo, estima-se que a filariose linfática atinge mais de l20 milhões de pessoas em 73 países e mais de 20% da população do planeta vive em áreas endêmicas. Nos países ocidentais, a estimativa é de 600 mil a 2 milhões de pessoas.

 

Dados recentes mostraram que cerca de 25% das mulheres submetidas ao tratamento do câncer de mama desenvolverão linfedema secundário.

 

Interferências

As interferências do linfedema são tanto físicas como psicológica e social. Há limitações na vida diária decorrente do membro afetado e que gera um quadro negativo no psíquico dos pacientes e também na qualidade de vida. A falta de orientação no pós-operatório dessas pacientes constitui num fator agravante podendo aumentar a possibilidade de desenvolver um linfedema pós tratamento do câncer de mama.

 

Os linfedemas de membros inferiores numa fase inicial podem passar despercebidos, porém os linfedemas de membros superiores são mais difíceis de ocultar. O linfedema pós câncer de mama é um dos que traz maior interferência psicológica devido as condições de seu envolvimento. Dessa forma, a ajuda do psicólogo sempre é bem vinda.

 

Sinais e sintomas do linfedema

O edema é a principal manifestação clínica do linfedema. Os membros edemaciados podem apresentar sensação de peso, infecções de repetição, verrucosidades, pigmentação, úlceras, etc.

 

As micoses interdigitais são frequentes no linfedema, necessitando atenção diária do paciente. Alerta-se para que cuide de seus pés como cuida de seu rosto e todo dia investigar se não há uma lesão, micose e outras alterações que pode predispor a infecção. Toda vez que a barreira de proteção da pele é quebrada pode ocorrer a erisipela que é um dos principais agravantes do linfedema.

 

A febre e calafrios são indícios de uma provável infecção o que coloca o paciente em sinal de alerta. Procure um serviço médico imediatamente para identificar o que está acontecendo, erisipela ??

 

As erisipelas de repetição também são um sinal de alerta para a possibilidade de um linfedema subclínico e de agravamento da doença.

 

Tags: #técnica #revolucionária #tratamento #elefantíase #prevenção #godoy #drenagem #drenagemlinfatica #linfedema #DiscoveryChannel #Especialistas  #tratamentos  #godoy&godoy #drenagemlinfáticamanual # linfática #manual #curso #MétodoGodoy #linfedematemcura #causasdolinfedema